segunda-feira, 22 de agosto de 2011

PROJETO COLCHA DE RETALHOS

PROJETO COLCHA DE RETALHOS

ESCOLA MUNICIPAL IRMÃMARIA DE LOURDES

PÚBLICO ALVO: ALUNOS DO 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

OBJETIVO GERAL:

Conhecer a história de nossas de nossos familiares, principalmente dos nossos avós.

INTRODUÇÃO

Um elemento importante na união de pais e filhos é a curiosidade em conhecer a história da família. Um projeto que objetive a capacitação para a pesquisa familiar pode contar com histórias orais, fotos, relatos de antigos funcionários, de moradores próximos. E o grupo todo, um ajudando o outro a conhecer a própria história.

Os avós não substituem os pais de uma criança. Mas, na ausência dos pais, ao protegerem, cuidarem e amarem o neto, os avós passam a representar o grupo familiar da criança. Assim acabam fazendo o papel dos próprios pais.

DESENVOLVIMENTO

- Trabalhar as famílias, suas diferenças e semelhanças (livro didático de história, pag. 42 a 62)

- Como é sua família?

- Os parentes fazem parte da família.

- O trabalho doméstico.

- A profissão de seus familiares.

- As famílias que moram no bairro (livro didático de geografia, pág. 31 a 39)

ATIVIDADES PARA SEREM REALIZADAS AOLONGO DODESENVOLVIMENTO DO PROJETO:

· Sessão cinematográfica: Procurando Nemo

· Confecção de um caderno de Receitas da Vovó, na sala de informática.

· História do tempo da vovó (caixa mágica) convidar avós dos alunos para virem até a escola para contar histórias (trazer fotos, utensílios, etc)

· Visita especial (Vovó Francisca)

· Cada aluno trará um retalho de pano simples ou pintado coma mesma medida para formar uma Colcha de Retalhos.

· Poesias sobre avós: - Maroca: a vovó cocota.

- Treze é o número da vovó.

- O chinelo da vovó.

Textos: A velhota Cambalhota- APL

Entrevista com a Vó Zefa- APL

Mensagem- Colcha de Retalhos

CULMINÂNICA:

· Organizar um delicioso chá das avós com quitandas.

· Exposição dos cadernos de receitas.

· Exposição da colcha de retalhos (dos alunos)

· Exposição de coisas antigas do tempo da vovó (objetos, fotos, roupas, sapatos, brinquedos, livros, artesantos, etc)

· Apresentação dos alunos cantando a música: Colcha de Retalhos.

· Fazer uma pesquisa de como eram os telefones, rádios, televisões e jornais na época das vovós.

· Apresentação do teatro: A Viagem dos Retalhinhos.

· Apresentação da Oração: Colcha de Retalhos

· Organizar brincadeiras com as avós (músicas, danças)

· Organizar placas sobre avós (sala de informática)

· Vó: um membro especial da nossa família.

· Na casa da vovó tudo pode.

· Montar um painel de modelos de cartas, bilhetes, recados do tempo da vovó.

FECHAMENTO:

· Mensagem de uma avó mostrando como as mídias hoje, televisão, rádio, internet, etc, exercem influencia sobre os jovens. E que como eles todos devem saber diferenciar o certo do errado para que todos possam um dia, também passar aos seus netos essa maravilhosa experiência.

“...Que a maravilha é uma “colcha” de tantos seres diferentes, formando a humanidade. Todos unidos à procura da união e da fraternidade, cada um ao seu modo,formam a grande colcha da unidade na pluralidade”.

ENTREVISTE UMA DE SUAS AVÓS E PERGUNTE A ELA:

A) Onde você nasceu?

B) Em que ano?

C) Qual seu nome completo?

D) Como você gosta de se vestir?

E) Quem a ensinou a cozinhar e se gosta de cozinhar?

F) Como era a vida das crianças na sua época? Como estudavam? Do que brincavam? Como eram as aulas?

G) Qual a sua profissão?

H) Com quantos anos você se casou?

I) Quantos filhos você tem?

J) Quantos netos você tem?

K) Quais os programas de rádio que você ouvia na sua época?

L) E os da televisão?

M) Você é aposentada?

N) Qual sua música preferida?

O) Para qual time você torce?

P) O que você mais gosta de fazer?

Q) Qual é a sua religião?

R) Quais as festas que você freqüentava quando era jovem?

S) Qual foi a maior alegria de sua vida?

T) E qual foi a sua maior tristeza?

U) Quais são os seus sonhos?

V) Em sua opinião o que falta para os idosos no Brasil?

W) Deixe uma mensagem para os jovens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário